Arquivo da tag: Botucatu

Cachoeiras da Pavuna – Botucatu

 Para ler ouvindo: Arctic Monkeys – When the Sun Goes Down

Há algum tempo atrás, a Dany me chamou para passar uns dias em Botucatu na casa da mochileira-mãe, Lourdes Fioravanti. Então, lembrei de um post em que ela dizia “para quem quer descanso, histórias pra contar, sem faltar a curtição: alô, Botucatu!” e topei na hora. A propaganda não foi enganosa, Botucatu é mesmo uma cidade que vale a pena visitar… mas não vou ficar repetindo aqui o que a Dany já contou. Vamos para a parte que ela escondeu de mim: a cachoeira do Avatar da Pavuna!

A 15 km do centro de Botuca, na rodovia Marechal Rondon sentido Bauru, está a entrada para o Parque Ecológico da Pavuna. Chegando lá é só pagar o ingresso de R$ 5,00, partir para a trilha e seguir as plaquinhas. Mas esteja preparado para fortes emoções! A trilha é íngreme e escorregadia em alguns momentos, mas nada que um pouco de coragem e as cordas amarradas nas árvores não deem conta. Se a coragem falhar em algum momento, não se preocupem, o visual maravilhoso e o barulho da cachoeira de 80m que vai se aproximando, se encarregam de empurrar vocês para frente.

No final da escalada… wow!

Pensei muito, muito em como descrever a sensação de chegar ali, mas seria injusto. Não adianta, as fotos também dão só um gostinho.

Tem que ir, tem que sentir.

Update: Tem que passar repelente também

Publicado por: Fernanda Mendes

Fotos por: Danyelle Fioravanti e Fernanda Mendes

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Brasil, Destinos

Botucatu e seus bons ares.

Já ouviram falar em Botucatu, a cidade dos bons ares?

Botuca, como gosto de chamá-la, fica no inteiror de São Paulo lá para os lados de Sorocaba, Bauru. É uma cidade universitária, repleta de repúblicas e muita animação.

No último feriado me joguei nesta terrinha, respirei seus bons ares, curti a família e aprendi um pouquinho do modo de viver em uma cidade que mistura a ferveção dos jovens universitários e calma de uma cidade,  onde os moradores prezam pela qualidade de vida.

Praça é o que não falta por ali, com alguns passos você vai tranquilamente de uma praça a outra, são muitas mesmo. Além da Fazenda do Lageado, uma fazenda da época do café, cheia de histórias para contar, e inúmeras cachoeiras que não tive oportunidade de visitar nessa viagem.

É engraçado perceber como as lendas históricas ganham força nas cidades do interior, as pessoas lá em Botucatu acreditam em Saci e de ouvir contar, você começa a acreditar também. Até ganhei um adesivo que você vê nos carros por lá: Eu acredito em Saci! hê

Para ter um gostinho do que é a night em Botuca fomos à Confraria do Saci. Lá você encontra um bocado de souvenirs do amigo de uma perna só e ainda pode experimentar um delicioso chopp com groselha e acredite apesar de não dar para tomar mais que um copo (o drink é um tanto doce), é bem gostosinho.

Não dá para deixar de falar das incríveis lojas de sapatos que tem por lá, com uns preços de fazer estrago (reparem na foto).

Daí, para encerrar a viagem uma volta a infância…soltar pipa em família na pracinha. Ô vida boaaaa! :)

E essa imagem maravilhosa para se despedir da cidade…

Então, já sabem, né?! Para quem quer descanso, histórias pra contar, sem faltar a curtição. Alô, Botucatu!

9 Comentários

Arquivado em Brasil, Destinos