Arquivo da tag: Cristo Redentor

Boas dicas – Rio de Janeiro

Para ler ouvindo: Next Time Around – Little Joy

E mais uma vez estou atrasada com a minha promessa de boas dicas das viagens.

Mas, apesar de demorar, eu não falho e cá estou para falar um pouquinho das experiências que a gente recomenda para quem for ao Rio de Janeiro.

Let’s go!

Era nossa primeira vez na cidade e estávamos com um certo medinho de sermos enroladas pelos taxistas, procuramos algumas dicas na internet e uma delas era que não pegássemos o táxi que oferecem no desembarque do aeroporto e que fossemos até a área de embarque para tentar pegar um táxi que estivesse deixando algum passageiro por lá.

Foi o que fizemos e tivemos a sorte de cruzar o caminho do José Carlos, o taxista gente boa que a Fer já falou aqui. Apesar do pouco tempo que tivemos para conversar, somente na chegada e volta para o aeroporto, ele foi uma das pessoas que marcou nossa viagem.

Então, sãs, salvas e tendo gasto o valor real da corrida do Aeroporto Tom Jobim até Copacabana (metade do que os taxistas querem te cobrar no desembarque do aeroporto) pudemos começar nossas andanças pelas terras cariocas.

Fomos para todo lado a pé e de ônibus, não sei se os cariocas vão concordar, mas como turista a impressão que ficou é que o transporte público lá funciona, especificamente os ônibus e peruas, não chegamos a andar de metrô. Se não me falha a memória as tarifas lá não passamos de R$2,50.

Era incrível poder voltar às 3 da matina de perua e ainda pedir para descer na esquina do hostel. (Ta aí algo que fico inconformada em SP. Como não tem ônibus 24 horas???).

Fomos bem turistas mesmo e conhecemos alguns dos pontos mais falados da cidade como Pão de Açúcar, Cristo Redentor e o famoso bar de samba, Rio Scenarium.

Cada experiência valeu muito a pena!!!

Andamos muito pela Lapa, realmente encantados com tanta agitação e mistura de estilos. Ouvimos funk, samba, rock…

Entre os lugares que mais marcaram e que se pudessemos dar um conselho, diríamos “Conheçam!!!”, estão:

-O Bar do Mineiro em Santa Teresa (Uma dica para quem é adepto do transporte público é que tem uma perua que sai ali da Lapa e sobe até a Santa Teresa por R$2,00. Você pode pedir para o motorista te deixar próximo ao Bar do Mineiro e também dar um volta com ele pelo histórico bairro de Santa Teresa, já que não tem mais o bondinho, a gente fez isso porquê se perdeu e não sabíamos onde descer…hê).

-A Lapamaki, (que apesar de ter Lapa no nome, a que fomos fica em Copacabana)  tem um temaki que só de lembrar me dá água na boca. huuummm

-A sorveteria Amarena e seus deliciosos sorvetes italianos. Poderíamos passar um dia todo experimentado a variedade de sabores que eles tem lá.

-Para as consumistas e amantes de sapatos, a Imporium Acessórios é uma loja enlouquecedora. Sapatilhas, sneakers absolutamente lindos e diferentes.

-Subam no Cristo e no Pão de Açúcar no pôr do sol, é lindo de ver! Ah, e estudante paga meia no Cristo, não esqueçam suas carterinhas.

E para não me alongar mais, deixo vocês com fotos, links e contatos desses lugares incríveis que conhecemos por lá.

Contato táxi:
José Carlos – 21 9701-3565 (Vivo)
                        21 8539-5064 (Oi)
 
Maps:
Cristo Redentor
Pão de Açúcar
Arcos da Lapa
Rio Scenarium
Bar do Mineiro
Lapamaki
Sorveteria Amarena
Imporium Acessórios
 
 

Não vejo a hora de voltar, já tenho a listinha dos próximos lugares que quero conhecer :)

Mais sobre o Rio aqui e o vídeo da viagem aqui.

Publicado por: Danyelle Fioravanti
Fotos por: Antônio Adriano, Danyelle Fioravanti e Fernanda Mendes
Anúncios

1 comentário

Arquivado em Brasil, Destinos

Doce Rio

Para ler ouvindo: Carioca – Chico Buarque

Ouvimos falar tanto do Rio de Janeiro, coisas boas e coisas terríveis. Por conta disso apelidamos o Rio de “cidade agridoce”. Ao compramos as passagens, sentimos um frio na barriga e nos perguntamos: E aí, qual dos sabores irá se destacar?

Bom, o título do post já entrega. O amargor ficou apenas na nossa cabeça, naqueles medinhos que nos perseguem mesmo contra a vontade. Na prática, a viagem foi doce, docinha.

Saindo do aeroporto, cruzamos o caminho do Zé Carlos, o cara que tentou tirar o título do André de Floripa de “taxista mais gente boa do mundo” (para sermos justas, dividimos o título e cada um é o melhor de sua cidade). Assim, logo de cara, superamos o estigma dos taxistas cariocas e sentimos good vibes pra essa viagem.

E foi boa mesmo. Em poucos dias visitamos Copa, Lapa, Ipanema, Santa Tereza, Barra da Tijuca, Cristo, Lagoa, Pão de Açúcar, Búzios… Ufa! Um lugar conseguia ser mais bonito que o outro. Chegava a tirar o fôlego.

Conhecemos cariocas, paulistas, belenenses, chilenos, noruegueses. Pessoas que foram direto para o coração. Fomos bem recebidas, bem acolhidas e mais uma vez, saímos mimadas. Ei, vida? Dá pra ser assim sempre?

Não sei dizer se foi a região que conhecemos, se foi sorte ou se a realidade diária é aquela mesma, mas o Rio de Janeiro foi positivamente além das expectativas.  Lá está cheio de gente de boa e enquanto elas forem maioria, com o perdão do clichê, ele vai continuar lindo.

É um lugar que merece ser visitado, cuidado, fotografado, amado, revisitado…  ♥

[/suspiros]

Publicado por: Fernanda Mendes

1 comentário

Arquivado em Brasil, Destinos